23 SET

Americanos são os que mais investem em tecnologia no Brasil

by Juliane

O setor de tecnologia brasileiro está atraindo cada vez mais investidores americanos. Segundo a gerente de comércio exterior da Câmara Americana de Comércio (Amcham– Brasil), Camila Moura, a entidade constatou um aumento da procura por informações de empresários americanos. “No primeiro semestre de 2013, cerca de 600 empresas consultaram a Amcham em busca de informações sobre o comércio brasileiro e suas leis e 40% delas eram empresas estrangeiras, a maior parte dos Estados Unidos.

Os investidores procuram a câmara para obter informações e identificar possíveis parceiros para negócios futuros, englobando os setores de Tecnologia da Informação (TI), comunicação, máquina e equipamentos, área espacial e setor automotivo. Segundo Camila, um dos principais questionamentos é sobre os procedimentos legislativos brasileiros, além de como se dá o processo de migração da empresa para o País e qual mão de obra é permitida.

Para Camila, o Brasil tem grande potencial de crescimento no setor tecnológico. “O Brasil ainda precisa se desenvolver nessa área. As empresas americanas percebem essa necessidade, vendo oportunidade para firmar parcerias”, explica. Além disso, a economia e a política brasileira são estáveis e por ser um país de grande porte, o mercado consumidor interno é abundante. Os grandes eventos esportivos que acontecerão no País, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, também contribuem para o aumento do interesse estrangeiro.

Também existem programas de incentivo do governo desde a pequenas empresas, como as chamadas start-ups, a empresas de grande porte, como da área espacial. Como o TI Maior, oferecido pelo governo federal, que tem como objetivo fortalecer a participação do Brasil no mercado mundial de TI, incentivando exportações e ampliando os empregos qualificados no setor. Dos cofres federais, serão investidos R$ 500 milhões até 2015, em projetos que englobam desde desenvolvimento de softwares, bancos de programação e estudos em big data, a produção de hardwares.

Consumidor brasileiro
Diretor de investimentos da Intel Capital na América Latina, Ricardo Arantes aponta como atrativo ao investidor estrangeiro o mercado consumidor interno brasileiro, um dos maiores do mundo em consumo de computadores. “O brasileiro é o que chamamos de early adopter, gosta de consumir as novidades na tecnologia. Como os impostos de importação são muito altos, é preciso ter uma base da empresa aqui, para entender como funciona o mercado”, explica.

Segundo Arantes, as áreas que mais podem crescer no setor são as de internet, novas tecnologias, mobilidade e mercado de aplicativos para celular. Há também oportunidade de desenvolvimento na aplicação de equipamentos tecnológicos, como na saúde. Com os investimentos estrangeiros em alta, o Brasil é beneficiado no fomento ao crescimento do setor. “As empresas trazem inovação em tecnologia, permitindo ao Brasil avançar na área, afetando positivamente vários setores, como o econômico e o de infraestrutura. Também há um aumento na oferta de empregos, pois a maior parte dos funcionários acabam sendo brasileiros”, aponta Camila.

Para quem está pensando em abrir uma empresa de tecnologia e procura por investidores, a palavra-chave na hora da procura é inovação. Outra dica é entender quais são os fundos de investimento que se encaixam melhor no perfil da empresa. “Modelos escaláveis, como o do Google, por exemplo, são atrativos, pois tem uma curva de crescimento muito rápida e conseguem manter uma estrutura básica, mesmo servindo mais clientes”, aconselha Arantes. Um time com visão inovadora e experiente também conta pontos na hora de investir.

http://economia.terra.com.br/operacoes-cambiais/operacoes-empresariais/americanos-sao-os-que-mais-investem-em-tecnologia-no-brasil,a2ab3b0fd2831410VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

 

Tags:

Juliane

Deixe um comentário

Copyright © 2018 MSIDATASTORE. Todos os direitos reservados